Precisando de ajuda? Fale conosco agora mesmo:
A saúde bucal de pacientes em tratamento oncológico
19 Out 2021
40% dos pacientes em tratamento contra o câncer têm sua saúde bucal afetada
Estamos no mês da campanha de conscientização para a prevenção e o controle do câncer de mama, o Outubro Rosa, que foi criado em 1990 com o objetivo de compartilhar informações e proporcionar acesso a serviços médicos em busca do diagnóstico precoce da doença, para, assim, contribuir com a redução da mortalidade de mulheres vítimas desse tipo de câncer. E onde entra a saúde bucal nisso? A boca é uma porta de entrada do corpo humano, por isso, a saúde bucal influencia a saúde geral do organismo.
Os cuidados e o acompanhamento de profissionais da área da saúde devem ser redobrados quando se trata de pacientes oncológicos. Isso porque as terapias contra o câncer – como quimioterapia, radioterapia e imunoterapia – podem provocar alterações na saúde bucal.
Alguns efeitos colaterais são comuns durante o tratamento, como a xerostomia e a mucosite. A xerostomia – aquela sensação de boca seca – é consequência da quimioterapia e radioterapia, já que tais terapias danificam as glândulas salivares, o que altera a produção de saliva, sendo este um dos sintomas mais comuns em pacientes oncológicos. Já a mucosite é uma inflamação que ocorre na parte interna da boca e na garganta e acaba gerando úlceras e feridas normalmente bem dolorosas. Cerca de 40% dos pacientes que estão em tratamento quimioterápico acabam desenvolvendo esse efeito colateral.
Durante todo o tratamento é importante fazer acompanhamento com o dentista; a higienização bucal, com escovações diárias e o uso do fio dental, não pode ser deixada de lado.
  • O tratamento da mucosite bucal pode ser feita com soluções isotônicas e anti-inflamatórios.
  • Devem ser usadas escovas macias para a higienização dos dentes; bochechos com antissépticos sem álcool são uma boa opção.
  • Em casos de xerostomia, indicam-se saliva artificial (lubrificantes bucais) e manteiga de cacau para evitar possíveis feridas, que podem ser portas para infecções.
  • O uso de aparelhos ortodônticos deve ser interrompido, para evitar infecções e sangramentos.
O ideal é que o tratamento odontológico se inicie antes do oncológico e que o dentista acompanhe o paciente enquanto durar a terapia contra o câncer. Uma equipe multidisciplinar é fundamental para que a terapêutica ocorra da melhor forma possível.
Últimas Notícias
Acompanhe as novidades da Mais Dental.com!
Você sabe como os implantes dentários são feitos?
20 Jan 2022
Leia mais
Clareamento dental e estética
13 Jan 2022
Leia mais
FALE CONOSCO
Em caso de dúvidas ou qualquer informação, entre em contato pelo e-mail atendimentocliente@maisdental.com ou deixe sua mensagem no formulário abaixo que um de nossos consultores retornará em breve.
NOSSA MATRIZ ESTÁ LOCALIZADA
NO CENTRO DO RIO DE JANEIRO.
Avenida Nilo Peçanha 50 sala 2111 Centro — Rio de Janeiro/RJ CEP: 20020-906
Nossos canais de atendimento funcionam de segunda a sexta-feira no horário 8h às 18h (dias úteis). Caso você necessite de atendimento clínico fora deste horário, procure nossa Rede Credenciada para atendimento de urgência e emergência.
Envie-nos uma mensagem
Assunto:
Nome completo:
Este campo é obrigatório
E-mail de contato:
Por favor, informe um e-mail válido
Escreva aqui a sua mensagem:
Este campo é obrigatório
Limpar campos
Enviar