Precisando de ajuda? Fale conosco agora mesmo:
A evolução das próteses dentárias
28 Mai 2020
Em 2016, numa escavação arqueológica na região da Toscana, foi descoberta o que seria a mais antiga prótese dentária encontrada até hoje. Estima-se que ela tenha sido produzida entre os séculos XIV e XVII. Registros da antiguidade também demonstram que a perda de um ou mais dentes já era razão de grande desconforto.
Seja em função de problemas na mastigação ou na fala, seja por razões estéticas, a necessidade das próteses odontológicas ainda está longe de ser eliminada, mesmo considerando os significativos avanços nos tratamentos dentários disponíveis nos dias de hoje. As próteses podem ser divididas em fixas ou removíveis e em totais ou parciais.
Prótese total removível
É a chamada dentadura, recomendada para quem perdeu todos os dentes. A estrutura tem dentes feitos de resina que, com o aprimoramento da tecnologia, tem se tornado cada vez mais parecidos com os naturais em cor, formato e tamanho. Uma de suas vantagens é ser bem resistente, embora possa deixar seus usuários inseguros com a possibilidade de má fixação. Esse problema, no entanto, pode ser contornado com o uso de bons cremes fixadores.
Prótese parcial removível (PPR)
É utilizada por pessoas que possuem um número razoável de dentes remanescentes, que servem de apoio para essa prótese. A saúde dos dentes naturais aos quais se prende sua estrutura metálica feita, em geral, de liga de cobalto e cromo deve ser levada em consideração quando se opta por esse tipo de prótese. Por ser facilmente retirada, a higiene da PPR é relativamente simples de ser realizada.
Prótese parcial fixa
Conhecida como “ponte” ou “coroa”, essa prótese também se utiliza de outros elementos dentários naturais como suporte para sua colocação, por isso é indicada para pessoas que perderam um número pequeno de dentes. É feita, tradicionalmente, de metal e porcelana, mas hoje já é possível confeccioná-la com estruturas não metálicas, como a zircônia. Para sua colocação, os dentes que servirão como suporte precisam ser desgastados, e a higienização da prótese precisa ser feita com cuidado.
Prótese flexível
Produzida com resina flexível – sem a necessidade de utilização de grampos e estruturas presentes nos modelos tradicionais –, essa versão é vista como uma alternativa à prótese parcial removível e, em geral, tem aparência mais natural.
Implantes dentários
Os implantes osseointegrados são presos diretamente no osso da maxila ou da mandíbula, funcionando como suporte para a prótese dentária, que pode ser fixa – nesse caso ela é parafusada ou cimentada na estrutura presa aos ossos – ou removível, encaixando-se sobre retentores parafusados aos implantes.
Se há algumas décadas a solução para a falta de dentes resumia-se à utilização de dentaduras, o desenvolvimento da tecnologia odontológica coloca, hoje, diversas opções de tratamento a nossa disposição, bastando fazer a escolha mais adequada, de acordo com a orientação do cirurgião-dentista.
Últimas Notícias
Acompanhe as novidades da Mais Dental.com!
Cinco dúvidas sobre o uso do fio dental
20 jul 2020
Leia mais
Cuidados para prevenir a gengivite
06 jul 2020
Leia mais
FALE CONOSCO
Em caso de dúvidas ou qualquer informação, entre em contato pelo e-mail atendimentocliente@maisdental.com ou deixe sua mensagem no formulário abaixo que um de nossos consultores retornará em breve.
NOSSA MATRIZ ESTÁ LOCALIZADA
NO CENTRO DO RIO DE JANEIRO.
Avenida Nilo Peçanha 50 sala 2111 Centro — Rio de Janeiro/RJ CEP: 20020-906
Horário de Atendimento de 8:00 às 17:00 h / Somente mensagem de texto.
Envie-nos uma mensagem
Assunto:
Nome completo:
Este campo é obrigatório
E-mail de contato:
Por favor, informe um e-mail válido
Escreva aqui a sua mensagem:
Este campo é obrigatório
Limpar campos
Enviar