Precisando de ajuda? Fale conosco agora mesmo:
Sensibilidade nos dentes: Prevenção e tratamento.
22 Abr 2020
Hábitos alimentares e escovação inadequada estão entre os responsáveis pela sensibilidade dos dentes
Principal distúrbio de saúde bucal dos brasileiros, estima-se que 40% da população sofra com sensibilidade dentária. A sensação de dor e desconforto é causada por uma espécie de falha no sistema de proteção dentária, que ocorre em razão da erosão do esmalte que protege os dentes ou da retração da gengiva. Há, então, a exposição da parte interna da estrutura do dente, formada pela dentina e seus túbulos dentinários. Esses túbulos são canais cheios de líquido que possuem terminações nervosas. Estímulos como alteração de temperatura (alimentos quentes ou gelados), pressão ou contato com alimentos doces estimulam a movimentação do fluido, provocando dor.
Alguns dos principais causadores da sensibilidade nos dentes são:
  • Escovação inadequada, com o uso de cremes dentais agressivos e força excessiva na hora da limpeza;
  • Cáries (a sensibilidade porque a lesão danifica o esmalte do dente, deixando a dentina exposta);
  • Bruxismo, pois o hábito de apertar e ranger os dentes desgasta seu esmalte;
  • Erosão provocada pela presença de ácidos na boca, que pode ocorrer por causa do refluxo gastroesofágico ou do consumo de alimentos e bebidas cítricos, café e refrigerante.
A boa notícia é que há solução, que vai depender da causa da sensibilidade. Em caso de cárie, será necessária a restauração do dente; já para situações mais graves, pode ser indicado o tratamento de canal. A resina pode ser utilizada para cobrir a área exposta da raiz e há ainda a opção do uso de laser, dessensibilizantes e analgésicos para aliviar a dor. O bruxismo e a erosão causada por refluxo necessitam de acompanhamento médico para que sejam atenuadas ou sanadas as condições causadoras.
Existe, atualmente, um tipo muito comum de sensibilidade entre mulheres com mais de 35 anos que apresentam retração gengival, com a exposição do colo do dente e sintomatologia dolorosa e necessidade também de restauração ou aplicação de dessensibilizantes, prática muito moderna. Essa retração gengival pode ser causada por distúrbios hormonais ou simplesmente pela força da escovação.
É importante lembrar que é a gengiva que contorna os dentes e, uma vez que “a camada do colo do dente” é exposta, não retornará à posição inicial. Todos os cuidados devem ser tomados para que a chamada “gengiva que sobe” não aconteça.
Outro cuidado também deve ser tomado com os géis de clareamento caseiros. Nunca exagerar na concentração prescrita pelo dentista e seguir os mesmos critérios caso opte pelo clareamento a laser. Ambos usados de maneira correta e com parcimônia não provocarão a desagradável sensação de sensibilidade durante ou após o tratamento.
Visite seu dentista regularmente, ele saberá protegê-lo e preveni-lo desse desconforto às vezes silencioso, porém desagradável e frequente na vida cotidiana.
Últimas Notícias
Acompanhe as novidades da Mais Dental.com!
Cinco dúvidas sobre o uso do fio dental
20 jul 2020
Leia mais
Cuidados para prevenir a gengivite
06 jul 2020
Leia mais
FALE CONOSCO
Em caso de dúvidas ou qualquer informação, entre em contato pelo e-mail atendimentocliente@maisdental.com ou deixe sua mensagem no formulário abaixo que um de nossos consultores retornará em breve.
NOSSA MATRIZ ESTÁ LOCALIZADA
NO CENTRO DO RIO DE JANEIRO.
Avenida Nilo Peçanha 50 sala 2111 Centro — Rio de Janeiro/RJ CEP: 20020-906
Horário de Atendimento de 8:00 às 17:00 h / Somente mensagem de texto.
Envie-nos uma mensagem
Assunto:
Nome completo:
Este campo é obrigatório
E-mail de contato:
Por favor, informe um e-mail válido
Escreva aqui a sua mensagem:
Este campo é obrigatório
Limpar campos
Enviar