Precisando de ajuda? Fale conosco agora mesmo:
Cuidados com a saúde bucal dos idosos
26 Mar 2021
A população no Brasil e no mundo está envelhecendo. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2060, um quarto da sociedade brasileira (25,5%) deverá ter mais de 65 anos.
O aumento da expectativa de vida decorre de fatores como o avanço da medicina e o acesso a condições de vida mais saudáveis. Por isso, é preciso estar alerta em relação à saúde desses idosos, de modo a proporcionar uma vida ativa e de qualidade para essa parcela cada vez maior da população. Nesse quesito, a saúde bucal do idoso é um ponto muito importante que deve ser observado, já que uma boca saudável é fundamental para o bom funcionamento de todo o corpo.
Com o avanço da idade, a capacidade de regeneração e sustentação das células da boca diminui. “Essas mudanças bucais físicas, combinadas com doenças comuns entre os idosos, como o diabetes, a artrite e o mal de Parkinson, podem levar a problemas bucais sérios”, ressalta a odontologista e gerente de Credenciamento e Benefícios da MaisDental.com, Danuza Heluy.
O que o envelhecimento provoca na boca?
A boca envelhece junto com o indivíduo. Algumas condições na saúde bucal de idosos observadas com o avanço da idade são listadas a seguir.
– Redução do paladar
Cerca de 80% dos idosos com mais de 70 anos têm dificuldade em sentir o doce, o salgado, o amargo e o ácido. Isso diminui também o prazer de comer, o que pode levar à desnutrição.
– Mudanças na gengiva e nos ossos de sustentação (periodonto)
O envelhecimento provoca a diminuição da mineralização do tecido ósseo, incluindo o da boca. Isso pode provocar retração da gengiva e perda de dentes. A gengivite também é mais comum em idosos do que em jovens.
– Diminuição da saliva
“A saliva é muito importante para todas as funções bucais. Lubrifica a mucosa, previne a desmineralização e promove a remineralização dos dentes”, explica a odontologista. Na idade avançada, especialmente quando se está em repouso, uma quantidade menor de saliva provoca feridas na mucosa e dificulta a mastigação e a deglutição.
- Problemas decorrentes de outras doenças
  • Câncer –pacientes com câncer têm processo de cicatrização mais lento. São ainda menos resistentes a infecções, têm menos capacidade gustativa e produzem menos saliva.
  • Parkinson e artrite – idosos com essas patologias têm dificuldade em realizar a higiene bucal por causa da perda da habilidade das mãos.
  • Diabetes – é observada alta incidência de cáries e doenças na gengiva em idosos diabéticos.

– Perda de dentes
A perda de dentes é o problema mais frequente e grave entre os idosos. Sem os dentes, a mastigação, a deglutição, a fala e o convívio social são alterados e podem levar a problemas nutricionais e psicológicos graves.
Como cuidar da saúde bucal do idoso?
Assim como em qualquer idade, a incidência de doenças bucais diminui com a higienização correta da boca. Mas, com o envelhecimento, mesmo a adoção de práticas corretas de higiene bucal não é suficiente para reverter algumas condições, como a perda de dentes. E essa perda vai além da questão estética, afinal, a boca é o cartão de visitas da pessoa. A falta de dentes provoca isolamento, vergonha, baixa autoestima e diversas questões psicológicas. Por isso, a reposição desses dentes é essencial para a qualidade de vida do indivíduo idoso.
Além da prótese dentária – popularmente conhecida como dentadura –, a forma mais comum de reabilitação oral de idosos que perderam os dentes, vem ganhando cada vez mais aceitação entre a população mais experiente outra opção de reposição dentária: o implante.
O que é o implante dental?
Para substituir um ou mais dentes, é feita a instalação, por meio cirúrgico, de um implante de titânio, que terá a função de “raiz do dente”. O implante é fixado no osso, por isso envolve procedimento invasivo e anestesia. Posteriormente, uma coroa protética será instalada e fixada sobre o implante de titânio.
Qualquer idoso pode fazer implante dental?
A idade não é uma contraindicação para a colocação de implantes dentários. Com o avanço da implantodontia, o implante tem se tornado cada vez mais viável para essa faixa etária.
Mas, atenção! O idoso precisa estar em boas condições de saúde, o que inclui o controle de doenças crônicas (como diabetes e hipertensão) e o equilíbrio psicológico, bem como volume e dimensões ósseas bucais suficientes para receber o implante.
“Um implante bem-sucedido vai melhorar a capacidade desse idoso de mastigar e, consequentemente, otimizar seu estado nutricional e elevar sua autoestima, fatores essenciais para a obtenção de uma boa qualidade de vida”, pondera Heluy.
Fique de olho: em breve, a MaisDental.com terá uma novidade que vai revolucionar o acesso a implantes de qualidade!
Últimas Notícias
Acompanhe as novidades da Mais Dental.com!
Seis vantagens do implante dentário em relação às próteses
10 Mai 2021
Leia mais
10 dúvidas sobre aparelho ortodôntico
29 Abr 2021
Leia mais
FALE CONOSCO
Em caso de dúvidas ou qualquer informação, entre em contato pelo e-mail atendimentocliente@maisdental.com ou deixe sua mensagem no formulário abaixo que um de nossos consultores retornará em breve.
NOSSA MATRIZ ESTÁ LOCALIZADA
NO CENTRO DO RIO DE JANEIRO.
Avenida Nilo Peçanha 50 sala 2111 Centro — Rio de Janeiro/RJ CEP: 20020-906
Nossos canais de atendimento funcionam de segunda a sexta-feira no horário 8h às 18h (dias úteis). Caso você necessite de atendimento clínico fora deste horário, procure nossa Rede Credenciada para atendimento de urgência e emergência.
Envie-nos uma mensagem
Assunto:
Nome completo:
Este campo é obrigatório
E-mail de contato:
Por favor, informe um e-mail válido
Escreva aqui a sua mensagem:
Este campo é obrigatório
Limpar campos
Enviar